Empresa brasileira busca iniciar entregas comerciais com uso de drones em 2022

Empresa brasileira busca iniciar entregas comerciais com uso de drones em 2022

Empresa brasileira busca iniciar entregas comerciais com uso de drones em 2022

A entrega de produtos com uso de drones já é uma realidade no Brasil. A empresa brasileira Speedbird Aero obteve autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), em agosto de 2020, para a operação experimental do serviço de entregas em parceria com o iFood. Desde então, com a aprovação de solicitações de voo pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), da Força Aérea Brasileira, a companhia já testou a tecnologia em 8 Estados e se prepara em 2022 para a operação comercial efetiva.

A Speedbird Aero foi fundada em 2015 e utiliza tecnologia nacional tanto na produção das aeronaves não tripuladas quanto nos softwares utilizados para a navegação. A princípio, as entregas ainda não chegam até a porta da casa dos clientes. Os drones usam uma rota pré-determinada, partindo e chagando em locais chamados de droneportos. A operação experimental já foi feita em Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), João Pessoa (PB); Aracaju (SE); Rio de Janeiro (RJ), Campinas (SP) e São Paulo (SP).

A empresa utiliza 2 tipos de drones, projetados para entregas de 3 km a 10 km para cargas que variam entre 2 kg e 8 kg, além de uma terceira aeronave, que pode transportar pacotes de 5 kg por até 100 km de distância. Segundo Manoel Coelho, chefe-executivo e cofundador da empresa, os drones representam mais uma opção logística que complementam os modais de transporte existentes. Outra vantagem da entrega por drone é a não emissão de carbono.

“A ideia é a gente ir adicionando a operação com drones onde ela puder ser implementada, o que pode tanto melhorar a questão da entrega, não apressar tanto os motoqueiros, assim como preservar o meio ambiente, na questão do carbono, o que ajuda no objetivo de nossos parceiros de fazer entrega de forma segura e eficiente”, afirma.

Outro benefício do uso de drones é a geração de postos de trabalho qualificados, como os operadores das aeronaves, desenvolvedores de sistemas e engenheiros dos veículos. “Toda a nossa tecnologia de hardware e software é brasileira, feita por brasileiros. A Speedbird é uma empresa nacional fabricante de aeronaves e também um operador aéreo. Toda a tecnologia usada pela empresa está sendo aplicada no Brasil, gerando contratações e desenvolvimento”, afirma Samuel Salomão, chefe de produto e cofundador da companhia.

A empresa é considerada uma das 10 mais importantes no setor de drone delivery no mundo, mantém parcerias com grandes empresas brasileiras e já está presente em outros países.

Fonte: MCTI

22 visualização(ões)

Ultima visualização: 21/05/2022 09:21

#Notícias